Notícias

29/06/2018

Turminha do Futuro oportuniza aulas vivas

Turminha do Futuro oportuniza aulas vivas

Você sabia que o Paço Municipal Marcos Rovaris foi batizado com esse nome em homenagem ao primeiro prefeito de Criciúma? Sim, é verdade. E que o Cedup Abílio Paulo tem este nome por conta de um imigrante árabe? Aliás, por coincidência ele casou-se com a filha do primeiro prefeito, Cândida Rovaris. Essas são apenas algumas das curiosidades que os participantes da “Turminha do Futuro – Rumo ao Mundo do Saber” irão aprender ao longo das sete viagens. Como palco as intermediações da Praça Nereu Ramos, os alunos do 4º da Escola Antônio Milanez Netto, do bairro Maria Céu, conheceram nessa quarta-feira, dia 28, a história dos primeiros imigrantes italianos e árabes a chegarem ao município. A próxima parada foi na Praça Santa Bárbara, no bairro que leva o mesmo nome, essa região foi colonizada por imigrantes espanhóis e negros. Aqui, os estudantes conheceram a luta e a resistência destes povos que chegaram ao local para trabalhar. “É muito legal porque a gente aprende um monte de coisa. Sabe dos imigrantes e da cidade”, conta Maria Isabele de Carvalho Luiz, de 9 anos. Para o Luiz Gustavo Otacílio, também de 9 anos, não foi diferente. “Eu estava ansioso. Já preparei a garrafa, a toalha e coloquei tudo na mochila para a viagem da Turminha”, explica o estudante. Por fim, as crianças conheceram o bairro Primeira Linha, região colonizada por imigrantes poloneses. Durante vista ao Centro Cultural Octávia Búrigo Gaidzinski os alunos puderam ver de perto objetos da época, fotos e trajes típicos da etnia. Ao longo da viagem, os estudantes também conheceram a história dos imigrantes portugueses e alemães. A partir de agosto, iniciará outra parte do projeto, onde os alunos irão conhecer outros aspectos da cidade e mais sobre os povos que colonizaram a cidade. A importância das aulas vivas Para a assistente do projeto, Jhandrielly de Resende Porto, a Turminha do Futuro é um estímulo aos estudantes. “Aqui nós damos a oportunidade deles conhecerem cada monumento que existe em Cricíuma. É muito interessante, buscamos fazer com que eles sintam-se dentro da história”, pontua a assistente. “Nós faz refletir sobre a história da nossa cidade. O fato de sair da escola, o conhecimento retórico é muito importante, mas quando conseguimos a teoria a prática faz com que engrandeça ainda mais o trabalho do professor. Acrescenta e muito essa vivencia para o aluno”, exalta a professora, Patrícia Ronchi Bitencourt. O projeto É uma iniciativa das empresas do Transporte Coletivo Urbano de Criciúma (Auto Viação Critur, Expresso Coletivo Forquilhinha, Expresso Rio Maina e Zelindo Trento & Cia – ZTL) e visa mostrar a história de Criciúma aos alunos participantes. Durante a viagem, eles conhecem a cidade, como os aspectos físicos, econômicos, históricos e territoriais. Além dos aspectos culturais, folclóricos e turísticos, assim como os serviços públicos e os poderes políticos e administrativos.

Faça um comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo impróprio ou ilegal por favor nos avise entrando em contato.

últimas notícias

noalt

Cartões CriciúmaCard

O CriciúmaCard é o cartão utilizado no sistema de transporte do município de Criciúma.

noalt

Horário de Ônibus

Escolha um dos sites abaixo para encontrar o horário do seu ônibus.

Enquete
Enquete Participe de nossas enquetes. Sua opinião é muito importante para nós. Veja nossas enquetes